Qualquer viagem deve ser planejada e quando se trata de uma que envolverá estudo em outro país, ela deve ser ainda mais analisada. Jovens costumam se enfiar em alguns probleminhas que podem ser facilmente evitados mas é da nossa natureza cometer deslizes. No entanto, uma coisa é errar no seu país e outra muito diferente é você ter problemas sozinho no exterior.

conversaViajei para o Canadá e estudei inglês por 3 meses lá. Fiz diversos amigos e não me meti em grandes encrencas, apesar de me divertir muito nas horas livres. Acho que a coisa mais importante que aprendi nesse tempo fora é que a maturidade é a parte mais importante de tudo e que ela aparece quando menos esperamos.

Longe de casa é preciso ter muito mais responsabilidade e é necessário adequar seu tempo, dinheiro e adaptar-se a situações que não existiriam com seus pais por perto. Além disso, ninguém vem te acordar para ir para a escola e o despertador torna-se seu melhor amigo.

Mesmo que por apenas três meses, senti muita saudade da minha família e não via a hora de voltar para casa. Mas o pior é que nos últimos dias, antes de retornar ao Brasil, percebi que também sentiria falta do Canadá e dos amigos que fiz lá. Das pessoas que estavam ao meu lado quando chorava de saudade da minha mãe ou quando chorava de rir da trapalhada feita por alguém.

O que não esquecer

Alguns detalhes não podem ser esquecidos por quem vai estudar fora e um deles é a importância de conhecer o idioma que é falado no local, mesmo que você esteja indo para estudar justamente isso.

No Brasil inteiro é possível encontrar uma escola de idiomas e estudar antes de viajar. Assim você chega ao destino já sabendo se comunicar e evita a desinformação logo de cara. Claro que expressões, sotaque e algumas palavras você não aprenderá antes, mas vale a pena se prevenir e chegar ao país já conhecendo o idioma.

Dicas importantes

fotoDiversos assuntos podem ser explorados quando tratamos sobre intercâmbio, mas alguns merecem atenção especial, mesmo parecendo comuns. Além do idioma, vale a pena preocupar-se com:

  • Documentos – pesquise todos os documentos que você precisa para tirar visto, matrícula e também para embarcar. Além disso, tome muito cuidado com seus documentos durante a viagem. Perder algum no exterior pode dar muita dor de cabeça.
  • Clima – pode parecer bobeira, mas antes de fazer a mala vale a pena pesquisar qual é o clima do local e como estará o tempo por lá na chegada e durante sua estadia.
  • Leis básicas – diversas leis, como sobre venda e consumo de bebidas alcoólicas variam entre os países e até mesmo entre estados. Fique de olho.
  • Culinária – Experimentar novos sabores é uma delícia, mas fique atenta ao que está comendo. Passar mal não é legal.

Independente da duração do intercâmbio, viajar é sempre inesquecível. Quanto mais tempo você passar em outro lugar, mais aprenderá sobre a cultura e os costumes locais e o amadurecimento pessoal é certo!

Por Maristela Duarte – colaboradora de São Paulo/SP