Procura por pacotes de viagem durante a Copa do Mundo tem aumentado. Visitar um destino nacional no período chega a ser quatro vezes mais caro que um internacional.

blog_inova_economia

O mercado do turismo está aquecido. Devido à proximidade da Copa do Mundo, agências de viagens ofertam pacotes nacionais e internacionais a preços variados. Quem deseja acompanhar os jogos de perto, visitando as cidades-sede no período, pode desembolsar quatro vezes mais que se escolhesse “fugir” do evento esportivo e viajar para fora do País.

Apaixonados por futebol, os irmãos Denise Mota, 20, e Pedro Ítalo Mota, 22, não pensaram duas vezes antes de planejar a viagem de um mês para a Europa. A ida, marcada para o dia 2 de julho, impede que os universitários assistam à final da Copa no País, mas não é empecilho para que a torcida continue lá fora.

“A final da Copa não foi suficiente para desistirmos de viajar. Os jogos a gente assiste por lá mesmo”, diz Denise. Paris, Londres e Berlim são algumas das cidades que os irmãos visitarão. Excluindo as passagens aéreas e os seguros, a excursão custou, para cada um, cerca de R$ 10 mil.

O período de férias e o verão propiciaram a escolha da viagem no período, motivos que Ricardo Fusco, diretor da agência Aldeia Mundo, atribui como uns dos mais relatados pelos que procuram sair do País durante os jogos. “As pessoas estão fugindo da Copa”, afirma, ressaltando que a estabilização dos preços para visitar um destino internacional ocasionou um aumento da demanda.

O valor de uma viagem durante a Copa do Mundo pode variar consideravelmente, dependendo do destino: visitar as cidades-sede dos jogos pode custar quatro vezes mais que uma viagem para fora do Brasil. Segundo levantamento feito pelo O POVO, partir de Fortaleza para Buenos Aires em 12 de junho, dia da abertura dos jogos, e retornar duas semanas depois, gira em torno de R$ 2 mil. Nas mesmas condições, uma viagem para Recife custaria R$ 8 mil, incluindo somente o preço das passagens aéreas e da hospedagem.

A valorização dos destinos nacionais impulsionou a procura pelos internacionais, como explica a agente de viagens da Casablanca Turismo, Renata Almeida. “A saída do Brasil na Copa é uma relação de custo-benefício. O preço não diminuiu, mas também não chega a ser tão caro como na alta estação”.

1705ec2620Custos

Em vez de viajar em agosto ou setembro, quando os valores são menores, o brasileiro viu a possibilidade de combinar a partida com as férias, sem precisar, por isso, faltar ao trabalho. Brena Pessoa, 24, irá realizar um cruzeiro em Miami (EUA) com o pai, a avó e uma tia. Para conseguir um preço mais acessível, a viagem foi planejada com antecedência.

“Não queríamos ficar para a Copa e escolhemos um destino internacional por ser praticamente o mesmo preço de um nacional”, diz Brena. Um pacote de 14 dias para Miami, com passagens e hospedagem, custa R$ 3.960,98. Se a viagem for para Salvador, o preço é de R$ 3.271,08.

Outras cidades-sede também estão valorizadas, como é o caso do Rio de Janeiro – R$ 7 mil. Para ir a Paris, o turista brasileiro economizaria cerca de R$ 1.500, viajando por uma média de R$ 5.500,00.

A diferença de preços não significa que a procura por viagens locais tenha diminuído. Renata Almeida destaca uma elevada demanda para visitar cidades que não sediarão jogos.

A agente destaca, entretanto, que os valores das viagens internas e externas não devem diminuir. O turista que iniciar o planejamento este mês pode conseguir ofertas até 10% mais caras em relação ao preço oferecido em fevereiro/março.

DESTINOS*

1 Recife
R$ 8.224,21

2 Rio de Janeiro
R$ 6.959,61

3 Nova York (EUA)
R$ 5.904,42

4 Paris (FRA)
R$ 5.660,21

5 Miami
R$ 3.960,98

6 Salvador
R$ 3.271,08

7 Buenos Aires
R$ 2.358,27

8 São Paulo
R$ 2.097,04

*Consulta realizada no dia 16/5/2014, no site CVC Viagens. Os preços incluem passagens aéreas e hospedagem com ou sem café da manhã entre os dias 12 de junho e 26 de junho de 2014. Ofertas mais baratas disponíveis no site. Preço por pessoa.

Por: Andressa/OPovo

*Imagens Reprodução

Lei a matéria original aqui.