Eu imagino que a África do Sul seja o país africano que soa mais familiar pra ti, certo? Esse continente sempre me despertou uma curiosidade latente, até que eu finalmente comecei a desvendá-lo. A Cidade do Cabo foi meu ponto de partida, antes de sair na excursão de acampamento pelo sul do continente.

Foto: Arquivo pessoal de Dado Xerez

Essa região tem muito a oferecer; belíssimas praias, montanhas e cultura. A melhor coisa que eu fiz foi me jogar logo de cara numa tour de um dia até o Cabo da Boa Esperança. A agência DETOUR Africa me convidou pra essa excursão que inclui não só o transporte até o Cabo, mas a opção de fazer uma parte do roteiro de bicicleta, ao longo de praias esplêndidas, e ainda uma conferida na Boulders Beach pra encontrar centenas de pinguins que chegaram nessa praia algumas décadas atrás, de forma espontânea, e fizeram colônia. Sem falar na parada no Chapman’s Peak Drive, com uma vista espetacular. Vale muito a pena. Ah! O almoço e as taxas de entrada estão incluídos!

A MELHOR VISTA

Foto: Arquivo pessoal de Dado Xerez

A Cidade do Cabo é cheia de montanhas com vistas de tirar o fôlego! A mais popular é a Table Mountain. Você pode fazer uma trilha até o topo (cerca de 3 horas) ou pegar o teleférico. Mas prepare-se: na alta estação você pode esperar horas na fila, mesmo já tendo comprado o bilhete online. Aconteceu comigo. Logo desisti e, aproveitando que ‘tava de carro, em menos de 10 minutos cheguei o Signal Hill, que também oferece uma vista panorâmica bem legal da cidade. No entanto, a vista do topo da Lion’s Head é simplesmente imbatível! Eu faria muitas vezes novamente. A trilha requer uma certa condição física!

Foto: Arquivo pessoal de Dado Xerez

VINHOS

Mesmo que você não seja super entendedor/a de vinhos, visitar algumas vinícolas e fazer um famoso wine tasting (degustação) é um programa super descontraído e proveitoso. As vinícolas normalmente se encontram em meio a paisagens exuberantes. Se quiser combinar com um café-da-manhã ao ar livre, eu aconselho o Constantia Glen, que oferece um variado menu de café-da-manhã; ótimos queijos, baguetes, entre outros. Passei uma manhã quase toda aproveitando essa atmosfera.

Foto: Arquivo pessoal de Dado Xerez

ONDE FIQUEI

Opção 1: Nos primeiros três dias me hospedei no bairro Green Point no [email protected], um hostel muito bom e bem equipado, e o mais importante, limpo, em frente ao estádio (sim, aquele da copa de 2010!) É uma área bem prática e próxima ao Victoria e Alfred Waterfront, excelente pra um passeio. Fica praticamente aos pés do Signal Hill. Como na maioria dos hostels pelo mundo, aqui também as tarifas são bem acessíveis.

Opção 2: Logo chegou um grupo de amigos meus que, como eu, estavam rodando a África e nós reservamos a casa One on Houghton em Camps Bay. A casa é espetacular e acomoda até 10 pessoas (5 quartos). A localização é ideal se você quer estar em uma das mais belas praias da cidade e aproveitar a badalada orla. As diárias são relativamente caras, mas se estiver em grupo, vale a pena.

Foto: Arquivo pessoal de Dado Xerez

DICAS EXTRAS

Como falar da África do Sul sem citar Nelson Mandela?! Logo alí, em frente à cidade, se encontra Robben Island, a ilha em que ele ficou aprisionado por quase duas décadas e hoje é aberta à visitação. Garanta seu bilhete (online) vários dias antes!

O simpático bairro Bo-Kaap é um antigo township, originalmente habitado pelos Malays, que foram responsáveis por introduzir o Islamismo na África do Sul. As pequenas casas de cores vibrantes chamam a atenção de quem passa por essa parte da cidade.

Embora a água geralmente seja super fria, não deixe de aproveitar umas horas nas praias! Além de Camps Bay, as de Clifton são uma ótma pedida. Além da beleza natural da costa, pode ser a oportuninade de ver e ser visto.

Seja qual for o seu gosto, você vai encontrar o tempero certo durante sua estada na Cidade do Cabo.

Informações adicionais

Onde se hospedar:
– Hostel [email protected]
– Casa One on Houghton:
Empresa de turismo local:
– Agência de turismo local DETOUR Africa

Me segue no Instagram e fica por dentro dessa e de várias outras aventuras!

Leia também:


Dado Xerez
Dado Xerez é mestrando, graduado em História da Arte e Ciências da Cultura pela Universidade de Leipzig, na Alemanha, onde trabalha como Mediador Cultural. Sua grande paixão é viajar pelo mundo, colecionando novas histórias e aprendendo com cada lugar. Já visitou até então mais de 70 países e, além da Alemanha, já viveu na Nova Zelândia, Malta e Camboja. Hoje conta suas aventuras na coluna Mundo Afora, aqui no Press Abroad. Fascinado por comunicação, ele domina com fluência o Alemão, Inglês, Italiano e Português e ainda desenrola no Russo, Francês e Espanhol.