Escolher um país para passar uma temporada de férias ou intercâmbio não é tarefa fácil! Todo viajante tem uma lista de lugares que gostaria de conhecer mais sobre a cultura, o cotidiano, as peculiaridades. Mas, antes de olhar todos esses aspectos e tomar uma decisão, é preciso ficar ligado no processo de visto. Isso pode mudar sua decisão tanto pelo prazo da liberação do visto quanto pela burocracia.

O Press Abroad traz hoje as informações sobre os visto para a Austrália. Dependendo o objetivo da sua visita ao país, o visto muda e o processo de solicitação também. Para negócios, por exemplo, o visto tem duração de até 12 semanas (três meses) e a solicitação pode ser pela internet, com pagamento da taxa por cartão de crédito internacional. O mesmo vale para turismo, só que neste caso o visto poderá ser concedido com uma ou múltiplas entradas e por estadia de acordo com o objetivo declarado da visita ao país. Estadia superior a três meses deverá ser solicitada com apresentação das circunstâncias relevantes para o período desejado. O processo demora até 15 dias úteis (cerca de um mês normalmente). O ideal é pedir com dois meses de antecedência.

Estudando na Austrália

A Austrália é um dos destinos no topo da preferência dos brasileiros quando o assunto é uma temporada no exterior para estudar.O primeiro passo para conseguir a permissão de estudar no país é escolher um curso registrado junto ao Departamento de Educação do Governo Australiano, por meio do Commonwealth Register of Institutions and Courses for Overseas Students.

Caso o curso tenha duração de até 12 semanas,  o visto poderá ser de turismo e sem necessidade de seguro de saúde. Os demais cursos exigem seguro de saúde.

Como solicitar o visto

É preciso preencher por completo um formulário (157A), assinar, datar, anexar uma fotografia recente no lugar indicado, apresentar uma carta de oferta ou certificado de matrícula (CoE) do curso proposto e efetuar o pagamento da taxa de visto, que pode variar (confira aqui mais informações sobre os valores e pagamentos).

Dependendo o curso de estudo escolhido, o visto poderá ser solicitado pela internet. A relação dos cursos e exigências pode ser conferida aqui.

Quanto aos documentos, serão necessários:

• Cópia da carta de oferta (Letter of Offer) emitida pela instituição educacional na Austrália;
Confirmação de matrícula (CoE – Confirmation of Enrolment). Documento emitido pela instituição educacional na Austrália, em conjunto com o Departamento de Educação;
Seguro de saúde obrigatório (OSHC) – o documento de seguro de saúde deverá conter a data de ínicio e término da vigência do mesmo. A validade desse documento deverá cobrir o período do curso e o da estadia do requerente. Observando que o visto será concedido de acordo com a validade do seguro de saúde e também em conformidade com a legislação;
Cópias autenticadas do histórico escolar e/ou diplomas de cursos já realizados;
• Evidência de providências relativas a escola para os dependentes em idade escolar que estejam acompanhando o requerente principal;
• Comprovante de matrícula ou seu trancamento emitido pela instituição educacional no Brasil e a cópia do histórico acadêmico;
• Comprovantes de acesso a recursos financeiros disponíveis, obtidos de fontes legítimas. A disponibilidade financeira deverá cobrir os gastos do requerente e eventuais dependentes, estando ou não acompanhando na viagem, e devem ser suficientes para cobrir o pagamento do curso, escola para dependentes em idade escolar, passagens aéreas, alimentação e acomodação para os primeiros 12 meses de estadia ou para o período do curso a ser feito, caso seja menor que 12 meses. O requerente deverá confirmar, inclusive, disponibilidade financeira para manter os dependentes que não o acompanharão na viagem.
A disponibilidade financeira deve ser oriunda de meios conforme os exemplos abaixo:
• Contas bancárias (conta corrente, poupança ou investimento de renda fixa) do requerente ou daqueles que estão patrocinando a viagem;
• Evidências de aquisição financeira compatível, tais como contracheques, imposto de renda e comprovantes de venda de bens móveis ou imóveis; e
• Comprovantes de investimentos em ações ou fundos de renda volátil, cartões de crédito e compra de moeda estrangeira não serão aceitos como recursos financeiros disponíveis.

O prazo para a emissão do visto é de aproximadamente 25 dias úteis. O ideal é fazer a solicitação até dois meses antes para evitar transtornos.

Fonte: Embaixa da Austrália no Brasil | Imagem reprodução

Leia também: