Bangkok: O caos exótico da Tailândia em 4 dias

Bangkok, a capital da Tailândia, é uma cidade imensa e com grandes contrastes sociais; sua rica diversidade cultural, com templos e palácios impressionantes, tira o fôlego de qualquer visitante. Seu povo é extremamente receptivo aos turistas, o trânsito é “organizado”, porém caótico, o que intensifica ainda mais o clima quente e húmido do local. Apesar disso, a cidade é segura e pode-se circular tranquilamente com seus pertences.

Em 4 dias é possível ver e conhecer vários locais e pontos turísticos importantes. Organizamos um roteiro baseado em nossa visita à cidade, realizada em dezembro de 2015. Esperamos que essas indicações ajudem você a experimentar o melhor de Bangkok!

1º Dia: os Templos e Palácios

Grand Palace – Grande Palácio Imperial

grande-palace-bangkok-roteiros-press-abroad-dicas-de-viagens

Considerado uma das principais atrações turísticas da capital tailandesa, foi construído em 1782 e carrega até hoje sua imponência e beleza arquitetônica. Para entrar no Palácio, é preciso estar vestido “adequadamente”: roupas acima do joelho não são permitidas, assim como nem camisas curtas; sapatos e chinelos ficam do lado de fora dos monumentos.

Durante 150 anos, o palácio foi a casa oficial do rei. Hoje em dia, alguns salões do complexo são usados para coroações da família real.

Entrada: 500 bath (cerca de R$ 49,00), inclui o What Phra Kaew

Extra: 100 bath* (cerca de R$10,00) para quem desejar alugar áudio guia.

Horário: das 08h30 às 15h30

  • What Phra Kaew – O Templo do Buda de Esmeralda

roteiro-de-viagens-bangkok-templos-dicas-press-abroad

O templo, localizado dentro do complexo de templos do Grand Palace, é deslumbrante. De uma beleza ímpar, é um dos mais visitados por turistas de todo o mundo.

Lembre-se, na Tailândia é preciso estar vestido de forma “apropriada” para entrar nos templos.

Entrada: Incluída nos tickets do Grande Palácio Imperial.

  • Wat Sukhothai Traimit – Templo do Buda de Ouro

roteiro-de-viagem-templo-bangkok-press-abroad2

O Buda de ouro é a maior estátua de ouro maciço do mundo e um dos mais preciosos tesouros do país e da religião budista. A estátua tem 3 metros de altura e pesa aproximadamente 5,5 toneladas. Além da serenidade e da energia representada pelo Buda, é considerado um símbolo nacional, sendo o mais amado e reverenciado na Tailândia.

Entrada: 40 baht* (cerca de R$4,00) | Horário: das 08h às 17h (fechado às segundas-feiras).

  • Wat Pho – Templo do Buda Reclinado

roteiro-de-viagem-templo-bangkok-press-abroad33

O famoso templo do Buda reclinado fica ao lado do Grand Palace e dentro de um complexo de templos que abriga mais de mil estátuas de Buda. Porém, a atração mais buscada por turistas de todo o mundo é o gigante Buda Reclinado de 46 metros de comprimento. O templo é também conhecido como o berço da massagem Tailandesa tradicional.

Entrada: 100 baths* (cerca de R$10,00) | Horário: das 8h00 às 18h30

  • Wat Arun – O Templo do Amanhecer

roteiro-bangkok-dicas-viagens-press-abroad-templos

A visita torna-se interessante já no caminho até o templo: por estar localizado próximo ao rio Chao Phraya, o acesso se dá por travessia de barco. A história do templo está ligada à história de Ayutthaia, a primeira capital da Tailândia.

A visita proporciona, ainda, uma vista de 360º sobre a cidade de Bangkok e aconselha-se ver o pôr-do-sol do seu topo.

Entrada: 50 bath* (cerca de R$5,00)| Horário: das 8h30 às 17h30

2º Dia: os Templos (continuação) e Palácios

  •  Wat Intharawihan Templo do Buda Permanente

roteiro-viagens-bangkok-dicas-press-abroad

Este templo fica um pouco distante dos demais, porém deve ser incluído no roteiro. O templo tem um salão de orações muito bonito. Com arquitetura que reflete o estilo seguido durante o período de Ayutthaya (antiga capital da Tailândia), possui mármore italiano na decoração interior e as paredes estão decoradas com pinturas tradicionais.

Na parte externa do templo, há uma estátua de um Buda de 32 metros de altura, cuja construção levou mais de 60 anos para ser concluída (867-1927).

Entrada: Gratuita | Horário: 8h às 17h

  • Golden Moutain – Monte de Ouro

roteiro-viagem-bangkok-tailandia-dicas-press-abroad

O Monte de Ouro é um templo que fica na parte superior de uma colina de 58 metros de altura. Para subir até o topo, é preciso uma boa caminhada pelas escadarias que passam entre os jardins do templo, com árvores maduras e estruturas budistas típicas, e ainda uma capela e uma pequena biblioteca.

Entrada: 20 baht* (cerca de R$2,00) | Horário: das 9h às 17h

  • Passeio de tuk-tuk

roteiro-tailandia-dicas-de-viagens-press-abroad

É curioso e divertido para um pequeno deslocamento; vale a pena para conhecer de perto a cultura local. Os preços são variados e tudo vai depender do seu poder de negociação – em Bangkok, é preciso negociar o tempo todo para conseguir os melhores preços tanto para serviços quanto para produtos.

  • Khaosan Road

roteito-tailandia-dicas-de-viagens-press-abroad

A famosa Khaosan Road é conhecida como a área dos mochileiros, sendo também uma das ruas mais famosas da cidade de Bangkok. Durante o dia, acontece um forte comércio local e, à noite, esse comércio se mistura com turistas e nativos, bares e restaurantes. A noite pode iniciar ou até mesmo terminar lá. Ahh, você pode ainda aproveitar para fazer aquelas fotos comendo os “insentos” que são vendidos nas barracas de rua.

Nesta zona há grande variedade de hotéis e albergues com preços bem honestos. A localização desta rua é bem central e fica a alguns minutos a pé dos principais templos.

3º Dia: Ayutthaya e Khaosan Road

  • Ayutthaya – A Cidade Histórica

roteiro-tailandia-Ayutthaya-dicas-viagens-press-abroad

Ayutthaya, antigo reino de Sião, foi a primeira capital da Tailândia, fundada em 1350, sendo devastada em 1767 pela invasão Birmânica. Para chegar até ela, é preciso pegar um transporte (vans, micro-ônibus, trem) ou até mesmo optar por um tour privado, pois está localizada cerca de 80 km ao norte de Bangkok. As ruínas da antiga cidade formam agora o parque histórico de Ayutthaya, um sítio arqueológico que contém palácios, templos budistas, mosteiros e estátuas e é reconhecido pela Unesco como Patrimônio da Humanidade.

Nesta imensidão de templos abertos para visitar, é quase impossível vê-los em um dia. Recomenda-se alugar uma bicicleta, moto ou até mesmo tuk tuk na própria cidade para aproveitar bem o tempo.

Entrada: média de 50 bath* (cerca de R$5,00) | Horário: das 9h às 17h

4º Dia: Mercados, Centros Comerciais e Lojas

  • Flotanting Marketing – Mercado Flutuante

roteiro-viagens-tailandia-mercado-flutuante-dicas-press-abroad

O mercado flutuante é um mercado onde os produtos são em sua grande maioria vendidos a partir de barcos. Amphawa é considerado o mais autêntico destes mercados e fica localizado a 50 km de Bangkok.

Além de comprar produtos e especiarias locais, ali você também pode provar a comida tradicional do país, que inclui frutos do mar grelhados em barcos de madeira ancorados em torno da famosa ponte central, assim como uma variedade apetitosa de camarões, lulas e outros crustáceos. Do meio-dia até tarde da noite, o cheiro é simplesmente irresistível e os clientes migram para cada lado do rio durante todo o dia.

  •  Chatuchak Marketing – Mercado de Chutuchak

roteiros-viagens-taialandia-dicas-press-abroad

Chutuchak é o maior mercado popular da Tailândia (110.000 m2), com mais de 15.000 bancas e lojas. Boa parte do público é composta por turistas curiosos que chegam de todas as partes do mundo. Pode-se comprar de tudo por lá, desde roupas até animais e o lugar é também uma boa opção para comprar lembrancinhas típicas da Tailândia. O mercado fica a 10km da Khaosan Road.

  • Restaurantes

roteiro-viagens-tailandia-press-abroad

Existem bons restaurantes espalhados pela cidade, dando ao turista grandes opões de provar a culinária local. Os preços são considerados acessíveis e a melhor dica para escolher um restaurante é sempre buscar reviews feitos por turistas nos sites e aplicativos do segmento.

*Os valores contidos neste artigo são referentes à cotação Bath – Reais em maio/2016

Hospedagem e Seguro Viagem

O site Booking é a nossa dica para escolher as melhores opões de hospedagens, é seguro e super confiável. Confira a lista completa de hospedagem aqui.*

A nossa experiência de viajar pelo mundo nos ensinou que é preciso ter um bom Seguro de Viagem, além de ser um item exigido por muitos países, contratar esse serviço é muito importante para minimizar alguns problemas na sua viagem.

A boa notícia é que você pode solicitar uma cotação clicando aqui e receber até 15% desconto na compra do serviço. Nós compramos com a OK Intercâmbio.*

* Informamos que ao comprar os serviços através dos links acima, você ajuda o site receber uma pequena comissão dessas empresas, mas você não paga nada a mais por isso.

Imagens: Arquivo Press Abroad

Leia também: 


Booking.com


Neutton Rodrigues
Luso-brasileiro, nômade por natureza, Neutton já visitou mais de 25 países. Após concluir o curso de Comunicação Audiovisual e Multimídia, em Portugal, resolveu apostar na Espanha, onde especializou-se em Comunicação Corporativa e Marketing Digital. Atualmente, reside na Irlanda, mas segue apaixonado pela cultura ibérica! É o idealizador do Portal Press Abroad e junto de parceiros tem o intuito de incentivar pessoas a viver experiências pelo mundo.