Uma das maiores dúvidas dos intercambistas – principalmente das mulheres intercambistas – é o que vestir durante o intercâmbio. Empacotar a ‘vida’ em uma mala e mudar de país não é das atividades mais fáceis e costuma deixar as pessoas malucas. Nunca sabemos o que levar, qual quantidade levar, o que vamos realmente precisar e o que é ou não supérfluo.

5437977183_1fe8913d8f_oAlém disso, nós, brasileiros, temos uma imagem de que ‘estando na Europa’ precisamos estar sempre impecáveis com a roupa mais linda e estilosa do mundo. Ledo engano.

Você deve usar as mesmas coisas que você está acostumado no Brasil, talvez apenas numa versão um pouco mais quentinha. E depois – isso vale principalmente para as meninas – aprendemos que o conceito chave aqui é conforto. Anda-se muito a pé e de transporte público nas ruas das cidades, seja durante ou dia ou durante a noite e é impossível se manter em cima de um salto de 10cm sem morrer de dores nos pés ou nas pernas. Portanto, na hora de escolher as roupas e calçados que você vai colocar na mala lembre-se de sempre optar pelo que não vai te causar bolhas.

Johanna Payton winter wear snow 2013A primeira coisa que aprendemos quando desembarcamos em terras europeias é que as pessoas aqui são livres: se vestem como querem e ninguém julga. Para se ter uma ideia, andando pelas ruas de Dublin, na Irlanda, o que a gente mais vê são homens e mulheres usando conjunto de moletom, aquele mesmo que no Brasil serve apenas para pijama. Ou seja, você pode – e deve – ser você mesmo.

Também não se esqueça de que não adianta vir cheio de coisas. Traga o essencial, sempre. Você não vai usar metade do que trouxe e comprar novas roupas e casacos aqui é bem barato, mas isso é assunto para outro post…

Imagens: reprodução