Tudo o que você precisa saber sobre aluguel de moradia na Irlanda

Quando você decide viver no exterior, independente do país, uma das primeiras questões que vem a cabeça é: onde irei morar? Será que é fácil alugar uma casa ou apartamento? A partir daí, começa a caçada pelas informações em diversos grupos, na internet, e em blogs, no entanto, muitas vezes não há informações precisas sobre o tema.

Dublin, por exemplo, é uma cidade jovem e vibrante, que atrai pessoas de diversas partes do mundo. A maioria vem ao país com o objetivo de estudar inglês e atraídas pela possibilidade de trabalhar, 20 horas semanais, e estudar, ao mesmo tempo. Esse é, por sinal, o grande triunfo para quem busca uma oportunidade no exterior. Para saber mais sobre as regras do país você pode conferir aqui.

Pensando nisso, nós preparamos tudo o que você precisa saber para alugar uma casa ou apartamento na Irlanda.

Quanto custa alugar uma casa ou apartamento?

Não é surpresa para ninguém que, atualmente, os aluguéis nas principais cidades do país estão muito caros. Dublin, por exemplo, é a cidade mais cara da Ilha Esmeralda, até por ser a capital. Os preços, em Dublin, variam, em média, entre 800 euros, studio, e 2.200 euros, para um apartamento de três quartos, nas regiões mais próximas do centro.

É necessário pesquisar bem para conseguir encontrar algo que caiba no seu bolso, com um bom custo benefício. Recomendamos uma busca mais específica nos principais sites irlandeses dessa categoria. Veja todas as ofertas no daft, aqui.

É importante lembrar que ao alugar uma casa, apartamento ou um quarto na Irlanda, normalmente você não precisa se preocupar com a mobília, essa é uma responsabilidade do proprietário do imóvel.

Quanto custa alugar um quarto?

Visto que os valores de aluguel no país andam bem salgados, muitos intercambistas procuram por outras alternativas, uma delas, e a mais comum, é o quarto compartilhado com outros estudantes. Os companheiros podem ser compatriotas ou de outros países.

Nesta opção, os estudantes alugam pelas camas, nos quartos compartilhados, porém, o processo na busca por uma vaga pode ser estressante, pois a norma, nestes casos, é realizar uma entrevista pelos moradores para avaliar se você está no perfil que eles procuram. Por isso, pode ser difícil conseguir se acomodar, de primeira, no lugar que desejou, neste tipo de moradia.

O aluguel de um quarto compartilhado, com uma ou duas pessoas, pode custar, em média, entre 300 a 400 euros por mês. Já um quarto individual, apenas para você, pode valer de 550 a 900 euros, dependendo da localização, em Dublin. Não podendo esquecer que na maioria das vagas ofertadas é cobrado um depósito (caução) no mesmo valor do aluguel.

É difícil mas não impossível

Segundo  a intercambista Natália de Mello, é difícil encontrar um local adequado e que caiba no seu bolso; “eu consegui uma casa na primeira semana, porém ao mudar com o meu companheiro, percebemos que o local ficava muito distante da escola e isso acarretaria em um custo maior com transporte, seguimos procurando, e mudamos novamente. No final foram três mudanças em menos de um mês até conseguir um lugar que podemos chamar de nosso cantinho”, declara a intercambista.  

Quais os documentos que eu preciso?

Veja quais os documentos, que geralmente, são exigidos pelas imobiliárias:  

  • Documentos de identificação: o passaporte será o seu documento de identificação no exterior. Também é importante ter o GNIB em mãos, às vezes o documento também é requisitado.  
  • Reference letter: é nada mais do que uma carta de referência sobre o seu vínculo empregatício. Nela precisa estar claro se você possui um trabalho full time e informar, a termo de contratação, se é um trabalho fixo ou temporário, além do seu rendimento mensal.
  • Landlord reference: é uma carta de referência do proprietário da sua casa anterior. Se você ainda não teve um imóvel alugado no país, essa pode ser uma das dificuldades para atender a esse requisito.
  • Extrato Bancário: Pode parecer redundante a exigência desse documento, uma vez que você já apresentou o comprovante de trabalho e rendimentos. Pois é, mas não se surpreenda se isso for exigido também.

Caso você não tenha um dos documentos acima, fique tranquilo, pois nem tudo está perdido. É possível negociar uma casa direto com o proprietário, desde que haja uma boa conversa. Dessa forma, há a chance de conseguir alugar um imóvel sem apresentar a carta de referência de uma moradia anterior, na Irlanda. Mas, lembre-se, isso é uma exceção, portanto, não acontece com facilidade.

Pretende fazer intercâmbio na Irlanda e não sabe por onde começar? Solicite um orçamento aqui. Depois é só aguardar o contato de uma das empresas parceiras.

Leia também:

Estamos nas redes sociais. Siga-nos!
Então curta nossa página no facebook | Siga no Twitter @pressabroadpt
Se escreve no canal no YouTube | Confira também o Instagram


Neutton Rodrigues
Luso-brasileiro, nômade por natureza, Neutton já visitou mais de 25 países. Após concluir o curso de Comunicação Audiovisual e Multimídia, em Portugal, resolveu apostar na Espanha, onde especializou-se em Comunicação Corporativa e Marketing Digital. Atualmente, reside na Irlanda, mas segue apaixonado pela cultura ibérica! É o idealizador do Portal Press Abroad e junto de parceiros tem o intuito de incentivar pessoas a viver experiências pelo mundo.