JoiceVirginiana com ascendente em gêmeos, como ela mesmo faz questão de reforçar, Joice Nunes, 32 anos, diz não ser muito certinha e organizada. Mas quando o assunto é o mundo das letras, tudo muda. E de repente as palavras se encaixam com perfeição e formam textos que já foram parar nos mais diversos tipos de publicações. Os primeiros são da época em que ela era criança, em Fortaleza. Os textos foram para as páginas da Revista Aldeota. Depois vieram os textos em jornais locais, sites e blog. O mais recente trabalho da brasileira é um livro que fala sobre a terra natal, que invadiu os pensamentos dela com muita saudade ao longo do ano que viveu em Dublin, na Irlanda.

A inspiração

De junho de 2013 a junho deste ano, Joice viveu em Dublin para estudar inglês e viver experiências com culturas diferentes e fazer viagens. Essa foi primeira imersão cultural dela para praticar o idioma. A experiência teve alguns desafios, principalmente no que se refere à adaptação da situação de imigrante em outro país. Além disso, ela conta que ficava incomodada com os estabelecimentos “fechados”, como forma de proteger do frio. O clima do país, aliás, foi a grande barreira encarada pela nordestina acostumada ao calor. Mas foi essa viagem que inspirou Joice a escrever o livro Maersk Alabama.

“Eu não pretendia escrever um livro, mas ele já começou a ser produzido dentro do avião, no dia em que fui para a Irlanda. Eu sempre ando com um caderno e, olhando para a imensidão do Atlântico, comecei a fazer alguns rabiscos. Ao longo dos meses, textos foram surgindo sem que eu tivesse o propósito de publicá-los, mas quando cheguei a Fortaleza vi que eu tinha textos que dialogavam entre si e que foram escritos nos momentos de ausência, falta, distância”, conta Joice.

O livro

Maersk-Alabama-joice-nunes-intercambio-press-abroadMaersk Alabama fala sobre a potência do mar e como a vida dos fortalezenses gira muito em torno dele. O mar é definido por Joice como “um ente querido, misterioso, amedrontador e, ao mesmo tempo, irresistível”. O livro é um relato em prosa e poesia de uma pessoa que passou um ano distante de sua cidade natal, morando em um país de culturas e hábitos completamente diferentes. “Escrevi sob a ótica daquilo que está longe e quer ser alcançado, capturado”, explica. O projeto gráfico é de Álvaro Beleza, um dos maiores designers do Ceará, com ilustrações do Ramon Cavalcante.

A obra de Joice é apenas um pouquinho da ausência que ela em breve deve enfrentar novamente nas próximas aventuras que já programa em outro país a Europa. Quem sabe não surge um novo livro? “Sempre é preciso ir de coração aberto. Receba tudo, mesmo as coisas ruins, porque algo vai te fazer crescer”,

Joice tem uma página na Internet onde divulga seus trabalhos. E se você estiver em Fortaleza, não perca o lançamento do livro Maersk Alabama que acontece na quarta-feira (dia 30), às 19h no Mambembe Comida e Outras Artes, na Praia de Iracema.


Marciéli Palhano
Jornalista brasileira, nômade por natureza. Adora conhecer pessoas, histórias e lugares diferentes. Se tiver comida boa, uma bela paisagem e gargalhadas, não precisa de mais nada. Diagnosticada com doença celíaca e intolerâncias alimentares, criou o projeto Zero Gluten & Lactose: www.zeroglutenlactose.com