Quem disse que filhos não gostam de viajar com os pais? Diante do mundo moderno, intercâmbio em família é chance de pais e filhos estarem mais juntos. As características do mundo moderno, em que os pais trabalham muitas horas, os filhos vivem em atividades fora de casa ou estão envolvidos por seus “brinquedos” eletrônicos, têm promovido um distanciamento cada vez maior entre membros da família. Já foi a época em que todos se sentavam juntos à mesa de jantar para a ceia. Por isso, quando há uma oportunidade de estarem juntos, tem havido um esforço maior de pais e filhos.

Empresas de intercâmbio e turismo jovem do país já exploram programas de estudo no exterior em que pais e filhos aproveitam uma experiência internacional e ainda aprendem e/ou aperfeiçoam juntos o segundo ou terceiro idioma. Os principais programas focam a língua inglesa e na espanhola.

Para aproveitar o período de férias escolares, os pacotes são, principalmente, para os meses de janeiro ou julho. Enquanto o jovem faz Intercâmbio Teen, programado especialmente para sua faixa etária, os pais aperfeiçoam o idioma na mesma escola. O programa tem duração média de quatro semanas e a hospedagem é em casa de família ou residência estudantil.

Segundo a gerente de produto da empresa de intercâmbio CI, que montou um programa específico para isso, por ano, essa modalidade de intercâmbio tem crescido cerca de 100%. Os destinos preferidos das famílias brasileiras são Argentina, Canadá, EUA, Inglaterra e Nova Zelândia.