Internationale Jorunalisten-Programme está com inscrições abertas para bolsas de trabalho, na cidade de Berlim, na Alemanha

A organização convocará jornalistas latino-americanos e alemães para atuarem na capital alemã. Jornalistas latino-americanos e alemães podem se candidatar a uma bolsa de trabalho, até o dia 15 de setembro. Essa será uma importante oportunidade de estar em contato com profissionais da comunicação, tanto alemães, como dos países da América Latina.

O programa é desenvolvido pela Internationale Journalisten-Programe (IJP), uma organização sem fins lucrativos, fundada por jornalistas alemães, e tem a finalidade de promover um intercâmbio de ideias entre profissionais da Alemanha e de países da América Latina. A inciativa oferece aos jornalistas a vivência de trabalhar em um veículo de comunicação alemão, como redatores-visitantes. Esta é, na verdade, uma especialização para que os mesmos possam se tornar correspondentes temporários em suas redações, do Brasil.

Além disto, o IJP também visa estimular o network entre os participantes do programa e os jornalistas alemães, criando, dessa forma, laços profissionais e de amizades por meio do contato diário na redação. A organização, inclusive, mantém uma rede de contato entre os ex-bolsistas do programa.

Foto reprodução: Dan-Dimmock

Inscrição

Para se inscrever, o candidato deverá ter entre 25 e 35 anos e ser formado em jornalismo. É necessário ter bons conhecimentos da língua alemã, no entanto, em casos excepcionais, a fluência em inglês e espanhol podem ser suficientes.

Os profissionais devem comprovar que trabalham no Brasil, em tempo integral, como jornalistas ou colaboradores em um veículo de comunicação. Aqueles que trabalham como relações públicas ou no serviço público não poderão se candidatar. Porém, profissionais das redações de empresas públicas de comunicação estão aptos para o programa.

As candidaturas devem ser enviadas, via e-mail, para o setor de imprensa da Embaixada da Alemanha, em Brasília, ou para o Consulado da Alemanha mais próximo. Os documentos exigidos são:

  • Currículo (de preferência em alemão);
  • Carta de apresentação (máximo de duas páginas, de preferência, em alemão);
  • Três cópias de textos publicados que mostrem sua capacidade profissional;
  • Uma carta de recomendação do redator-chefe do veículo de comunicação no qual trabalha, com autorização para que o interessado participe do programa (em português);
  • Três ideias de pautas, com, no máximo, 600 caracteres cada uma.

Todos os documentos deverão ser organizados em um arquivo único, em formato PDF. A etapa final será uma entrevista presencial na Embaixada ou Consulado mais próximo. Os aprovados serão anunciados até o início de novembro e os dispensados serão avisados até o início de dezembro.

Programa

O programa começará no final de fevereiro, com um seminário introdutório em Berlim. Os latino-americanos trabalharão em redações anfitriãs na Alemanha, durante dois meses, tempo total de duração da especialização. No mês de março, os jornalistas deverão viajar por uma semana para duas ou três cidades alemãs, a viagem será organizada pelo Instituto Goethe.

Auxílio

A bolsa para os jornalistas latino-americanos é de 3.600 euros, a quantia cobre todos os gastos do participante, incluindo viagem, acomodação e alimentação na Alemanha. Os custos de hospedagem, durante o seminário de introdução, serão cobertos pela organização do programa. O trabalho, durante o estágio, não será remunerado pelo veículo de comunicação alemão.  Mais informações podem ser obtidas no portal do Internationale Journalisten-Programe.

Foto capa, reprodução: Alejandro Escamilla

Leia Também:

Estamos nas redes sociais. Siga-nos!
Então curta nossa página no facebook | Siga no Twitter @pressabroadpt
Se escreve no canal no YouTube | Confira também o Instagram


Joyce Lima
Jornalista e assessora de comunicação, a área cultural é a sua paixão e, por isso, sempre busca conhecer costumes e culturas de diferentes lugares. A história de cada país e região a encanta e ela procura dividir isso de maneira mais fidedigna com os leitores. Carioca da gema e sem amarras segue livre buscando conhecimentos por onde passa.