A escola English in Dublin publicou em sua página no Facebook uma mensagem aos alunos que anuncia o fechamento da instituições de ensino de inglês para este ano. A mensagem diz:

“It is with great regret that, having taken professional advice, we have decided to place the company into a creditors voluntary liquidation. The creditors meeting will take place at 9am on Monday 15th September. The venue will be the Stillorgan Park Hotel, Stillorgan Road, Stillorgan, Co. Dublin. English in Dublin Ltd.”

Leia também: Sétima escola de inglês pode fechar na Irlanda

A orientação é que os mais de 300 alunos da escola procurem o  ICOS (Irish Counsil for International Students).

Também foi anunciado pelo Governo irlandês medidas para acabar com os abusos de alguns administradores de instituição de ensino de inglês para estrangeiros. A partir de janeiro do próximo ano, apenas instituições de ensino reconhecidas pelo Governo terão permissão para operar e haverá um número limitado para isso. Um regime de inspeções mais forte será criado e estão programadas mudanças também para o período de férias dos alunos que não são europeus – a ideia é controlar a liberação de trabalho, permitindo que as 40 horas sejam liberadas basicamente no verão europeu e no fim de ano.

JanOsullivanSpeaking_largeA Ministra da Educação Jan O ‘Sullivan disse que o setor de educação internacional é extremamente valioso para a Irlanda – o valor estimado é de 800 milhões de euro. Segundo ela, algumas instituições abusam do sistema regulador – fornecendo educação de baixa qualidade e facilitando o acesso ao mercado de trabalho irlandês. Atualmente, existem 230 colégios voltados para o ensino do idioma que operam na Irlanda.

Novas medidas

As novas medidas devem trabalhar em três vertentes para garantir uma lista muito mais rigorosas de programas elegíveis para a imigração. Além da inspeção mais detalhada, a liberação do período de férias deve ser controlada. Por lei, o visto de estudante (stamp 2) exige que o aluno tenha pelo menos 80% de presença nas aulas. As escolas são obrigadas a ter um controle das presenças e dos alunos registrados.

Com informações de apoio: RTÉ News e Department of Education

Encontrou um erro? Quer sugerir uma pauta? Ajude-nos a melhorar nosso conteúdo. Envie um e-mail para: [email protected]