Espanha reforça atrações para atrair comunidade LGBT do Brasil

A Espanha está entre os cinco destinos favoritos da comunidade de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros (LGTB) nos Estados Unidos e entre os três primeiros da Europa. Segundo o World Tourism and Travel Council, esse segmento de turismo no país vem crescendo em um ritmo superior a 10% ao ano, o dobro da média do receptivo de turistas internacionais em nível mundial.

Segundo o órgão oficial de turismo, Turismo de Espanha, o turismo LGBT é “estratégico”. Por isso, a Espanha não está poupando esforços para que o público LGBT saiba que o País Ibérico é o melhor destino possível para viver experiências inesquecíveis. Prova disso foi a realização em Madri este ano da Convenção Mundial de IGLTA – o maior evento anual de turismo LGBT – e da captação do World Pride de 2017, o festival mundial do Orgulho Gay que também terá lugar no país. Ações que contaram com o total apoio do governo Espanhol, em todos os níveis.

O padrão de consumo da comunidade LGBT é 30% maior do que os heterossexuais, com a mesma faixa de renda, o turismo se destaca entre uma das principais despesas do público gay. Os homossexuais viajam até quatro vezes mais do que os heterossexuais.

A Espanha é um País que tem tudo para receber bem aos LGBTs brasileiros. Foram pioneiros nos direitos desta população, aprovando o casamento igualitário e a adoção por casais do mesmo sexo, bem antes que muitos destinos famosos europeus. Além disso, tem uma combinação de destinos ícones gays como Madrid, Barcelona, Ibiza e Sitges, com tantos outros destinos lindíssimos que são muito amigáveis. Fora isso sedia eventos LGBT de renome internacionais, tanto para gays como para lésbicas, como a Parada de Madri, o Festival Ella entre tantos outros.

Fonte: ABRAT GLS