Sabe aqueles destinos que você sonha mas parecem algo muito difícil de realizar? Então, eu vinha ensaiando ir pra África há muitos anos, mas me faltava coragem. Até que deu a louca e eu comprei um vôo de ida e volta pra África do Sul. Um mês! Agora veio a pergunta “o que eu devo fazer em um mês lá por baixo?” Como não sou muito de excursões, pensei em fazer meu roteiro sozinho.

Na África do Sul isso ‘taria de boa, já que a infra-estrutura por lá é bem desenvolvida pro turismo. Mas eu queria ir pelo menos até a Namíbia. Depois de muito pesquisar e refletir, decidi ir numa excursão de 20 dias, saindo da Cidade do Cabo, atravessando o deserto, fazendo safari na Namíbia e em Botsuana, e finalizando com muita aventura nas cataratas Victoria Falls, no Zimbábue.

Victoria Falls should be on your Africa-List! Apart from worshiping this wonder of nature, there are a lot of activities to do such as bungee jumping, rafting, bridge swing, helicopter flight… ▫️ 🇧🇷Victoria Falls tem que estar na tua lista da África! Além de admirar esse maravilha da natureza, ainda tem várias atividades, tipo bungee, rafting, voo de helicóptero etc. ▫️ ▫️ ▫️ #travelblogger #wanderlust #neverstopexploring #reisen #globetrotter #naturelovers #worldtraveler #viagem #mochileros #adventurous #traveldiaries #endlesssummer #backpacker #reiseblogger #поездка #cataratas #repostmochileiros #zimbabwe #waterfalls #voyage #vacanze #iamtb #vcmochilando #greenworld #naturelovers #sejogacomigo #fantrip #quetalviajar #zambezi #TravelPhotographyGuide ▫️ ▫️

A post shared by Dado Xerez (@dadoontheroad) on

Nas próximas quatro matérias vou ‘tar contando pra vocês em detalhes como foi a viagem, quais vantagens e desvantagens, as atividades, as atrações, enfim, um espectro dessa aventura que já posso adiantar, é algo simplesmente inesquecível!

Agora deixa eu te explicar o esquema da excursão.  A mesma agência oferece várias rotas pela parte sul do continente africano, em forma de acampamento ou hospedagem. Eu escolhi acampar. Depois de seis dias aproveitando a vida na espetacular Cidade do Cabo, finalmente parti naquele caminhão (truck, pois era quase um insulto pros guias chamar de ônibus!) Levava comigo algumas inseguranças, vários preconceitos e clichês. Afinal, tudo era novo pra mim.

A viagem começa deixando a Cidade do Cabo pra trás, com uma vista espetacular da Table Mountain, antes de seguirmos pruma degustação de vinhos num lugar super bonito e agradável. Com as paisagens da África do Sul nem se vê o tempo passar. Dois guias nos acompanham por todo o período. Sendo um deles motorista, o outro cozinheiro.

Roteiro

Super puxado, mas que vale cada um dos cerca de 5620 km! A gente geralmente acorda muito cedo. É uma excursão bem rica, pois trata-se de uma diversidade incrível; tem cidade, deserto, savana, montanhas, praias, cataratas, safari. Com sorte você vai ver muitos animais selvagens bem de perto. Por que precisa de sorte? Já te falo.

Acampamento

Enfim, chegando no primeiro acampamento minha agitação era grande. Afinal, era a segunda vez na minha vida que eu ia montar uma barraca. Aqui vem um ponto decisivo: Caso você, como eu, estiver viajando sozinho, ou você paga uma taxa extra pra ter a barraca (ou quarto, nas poucas noites onde não acampamos) só pra você, ou vai ter que dividir a barraca com alguém do mesmo gênero. Eu optei por dividir; não só pra economizar, mas também pra não ter que montar e desmontar barraca todo dia sozinho. A propósito, barracas. Elas são 2x2m e altas o suficiente pra você ficar em pé dentro (caso não seja um gigante), super fáceis de montar. Os colchonetes são grandes e confortáveis. Você só precisa levar seu saco de dormir, pois as noites podem ser bem frias, principalmente no deserto. Eu dormi muito bem todas as noites!

When I was a child in a big city I always wondered what camping in the desert would be like. I just knew it from movies. Now I can tell you, it’s awesome!!! 🏕 🇧🇷Quando eu era criança, na cidade grande, sempre imaginava como seria acampar no deserto, já que eu só conhecia por filmes. Agora posso dizer que é uma experiência irada! ▫️ ▫️ ▫️ #wanderlust #travelblogger #landscapephotography #landschaft #globetrotter #worldtraveler #viagem #mochileros #adventurous #traveldiaries #endlesssummer #backpacker #urlaub #отпуск2017 #desert #repostmochileiros #namibia #reiseblogger #voyage #desertlife #campinglife #iamtb #vcmochilando #goworldwide #naturelovers #sejogacomigo #fantrip #quetalviajar #neverstopexploring #TravelPhotographyGuide ▫️ ▫️

A post shared by Dado Xerez (@dadoontheroad) on

Comida 

São servidas 3 refeições por dia (com 3-4 exceções, onde temos que jantar por conta própria nas cidades). O café-da-manhã é simples e feito com uma certa (ou muita) pressa. O almoço acontece geralmente embaixo de alguma árvore na estrada e varia entre sanduíche, salada de macarrão, arroz tipo risoto… O jantar, a refeição mais caprichada, é preparado nos acampamentos e pode ser churrasco, batatas grelhadas, massa, salada, pratos típicos, entre outros. Os vegetarianos (como eu) devem informar no momento da reserva. Nossa comida geralmente difere das outras, e as porções são infelizmente quase sempre a metade. Muitas vezes tive vontade de comer uma segunda vez, mas não sobrava. Enquanto os não-vegetarianos sempre podiam repetir. No entanto, a qualidade e variedade das refeições é impressionante, visto que é tudo preparado na cozinha móvel do caminhão. Pros veganos é mais limitado.

Safari

Mesmo não sendo alucinado por safari (ou por lá mais comumente chamado game drive), me empolguei muito com a ideia de ver animais de perto, e principalmente, no seu habitat natural. E sorte… então, os animais vivem soltos na natureza e não há garantia do que você verá e quando. A dica, porém, é não ir no período de chuva. Quando chove, a água fica mais abundante em diferentes partes dos parques nacionais e os animais ficam mais espalhados. Pro período seco existem os “water holes”, literalmente buracos d’água onde os animais vão regularmente matar a sede. Alguns são naturais, outros artificiais, mas o que importa é que a probabilidade de ver diversas espécies dia e noite é grande. Eu fui em novembro/dezembro 2017 e vi de tudo. Elefantes, girafas, rinocerontes, zebras, antílopes, macacos, avestruzes…

Com uma pitada de engajamento, flexibilidade e tolerância você vai conviver super bem com as 15-20 que dividirão essa experiência única contigo!

The moment I saw all these animals together I was just flabbergasted! I was lucky enough to get there during the dry season, so that we would find them gathering around a few water holes spread through the park. ▫️ 📍Namibia ▫️ 🇧🇷O momento que eu encontrei todos esses animais juntos, foi simplesmente emocionante! Eu tive sorte de ir ao Etosha no período seco, assim os animais costumam se reunir em volta de algumas “poças” espalhadas pelo parque. É de arrepiar! ▫️ ▫️ ▫️ #wanderlust #travelblogger #safari #gamedrive #globetrotter #worldtraveler #viagem #mochileros #adventurous #traveldiaries #endlesssummer #backpacker #urlaub #поездка #nationalpark #repostmochileiros #namibia #reiseblogger #voyage #vacanze #thistimeforafrica #iamtb #vcmochilando #goworldwide #naturelovers #discoverychannel #fantrip #quetalviajar #animallife #nationalgeographic ▫️ ▫️

A post shared by Dado Xerez (@dadoontheroad) on

Meus destaques

O Fish River Canyon, o Deadvlei (no deserto da Namíbia), o tour de barco pelo Chobe Park em Bostuana (avistando elefantes, hipopótamos, crocodilos e vários outros animais bem de perto), as cataratas Victoria Falls na fronteira Zimbábue/Zâmbia (principalmente fazendo rafting) e claro, a Cidade do Cabo. E é na maior cidade da África do Sul que a gente se vê na próxima matéria, semana que vem. Até lá!

Se já ‘tá curioso/a e quer ver mais, corre lá no meu Instagram.

Informações adicionais

A minha experiência com a empresa que eu contratei foi satisfatória em todos os serviços prestados por eles, e acho digno em referenciar o nome e média de valores.

Empresa: Agência DETOUR Africa
Operado por: Nomad Tours

Duração: 20 dias / 19 noites

Preço: ZAR 19.750 (aprox. 5.270 Reais) + ZAR 7650 (aprox. 2.040 Reais) Activity Package (pacote de atividades essenciais, mas é opcional).
*Os valores em Real variam de acordo com o câmbio do dia.

Leia também:

Conheça Varsóvia, na Polônia


COMPARTILHAR
Dado Xerez
Dado Xerez é mestrando, graduado em História da Arte e Ciências da Cultura pela Universidade de Leipzig, na Alemanha, onde trabalha como Mediador Cultural. Sua grande paixão é viajar pelo mundo, colecionando novas histórias e aprendendo com cada lugar. Já visitou até então mais de 70 países e, além da Alemanha, já viveu na Nova Zelândia, Malta e Camboja. Hoje conta suas aventuras na coluna Mundo Afora, aqui no Press Abroad. Fascinado por comunicação, ele domina com fluência o Alemão, Inglês, Italiano e Português e ainda desenrola no Russo, Francês e Espanhol.