Baseada na filmografia de Wes Anderson, uma agência de turismo mergulhou nas obras do cineasta americano para criar roteiros de viagem. As sugestões vão da mágica Hungria de “O Grande Hotel Budapeste” à nostálgica Nova York de “Os excêntricos Tenenbaums”, passando pela índia espiritual de “Viagem a Darjeeling”. Confira:

“O Grande Hotel Budapeste” (2014) – Europa imaginária

O Grande Hotel Budapeste-dicas-filmes-press-abroad


Neste novo filme, Wes Anderson conta a história de um escritor que relembra uma visita feita em 1968 ao Grande Hotel Budapeste, localizado nas remotas montanhas da fictícia nação de Zubrowska. O longa reúne muitas histórias e ótimos atores como Bill Murray, Tilda Swinton, Owen Wilson, Jason Schwartzman, Adrien Brody e Willem Dafoe. A trama é uma homenagem ao universo da hotelaria e uma ótima inspiração para viajar à Áustria, Hungria e Alemanha no ano em que a Primeira Guerra Mundial completa 100 anos.

“Os excêntricos Tenenbaums” (2001) – Nova York nostálgica

Os excêntricos Tenenbaums-dicas-filmes-press-abroas

Uma família com membros singulares que se tornam bem-sucedidos sofre uma reviravolta graças a um antigo amor. O filme é um dos mais famosos e aclamados do diretor, e mostra uma Nova York nostálgica, com um serviço de táxi atípico e um figurino que remete a diversas épocas e tendências. Para quem já conhece a cidade, os Tenenbaums convidam a vê-la sob o olhar genial de artistas que habitavam o Chelsea no final dos anos 60, com trilha sonora que reúne clássicos alternativos de Nick Drake, The Velvet Underground e Nico.

“Três é demais” (1998) – a high school dos Estados Unidos

Três é demais” (1998) -dicas-filmes-press-abroad

No filme que o lançou como ator, Jason Schwartzman interpreta um adolescente aluno da tradicional escola Rushmore, em apuros com suas notas e apaixonado por uma bela professora. Para conquistá-la, ele decide construir um aquário gigante em Rushmore e vai buscar fundos na conta bancária de um benemérito da escola, o milionário Mr. Blume (Bill Murray). A história, filmada em cidades como Houston, no Texas. Um convite a descobrir o estado e cidades cosmopolitas como Austin.

“Viagem a Darjeeling” (2007) – rota espiritual pela Índia

Viagem a Darjeeling” (2007)-dicas-filmes-pressabroad

Três irmãos que não se falam há um ano decidem realizar uma viagem de trem pela Índia, em busca de autoconhecimento e aproximação familiar. Incidentes ao longo da rota levam o trio para um destino repleto de descobertas. Quem sonha em conhecer a Índia em uma viagem de trem deve assistir ao filme para se inspirar e abrir o leque de possibilidades – na Teresa Perez Tours, as rotas ferroviárias pelo país são feitas em trens cinco estrelas.

As paisagens áridas são mostradas em praticamente todo o filme. Uma curiosidade: os personagens viajam com malas de uma série limitada da Louis Vutton, desenhada por Marc Jacobs especialmente para o filme.

“Moonrise Kingdom” (2012) – a infância no interior americano

moonrise-kingdom-dicas-de-filme-press-abroad

Uma pequena ilha da Nova Inglaterra nos anos 60 é o cenário para a aventura de um menino e uma menina que vivem a transição da infância para a adolescência. A fuga dos dois pela ilha traz uma visão lúdica da natureza americana. Para quem se interessa por cenários como esse, a Teresa Perez Tours recomenda roteiros variados: são opções de costa a costa e de norte a sul, desertos, cadeias de montanhas, lagos, cânions, florestas e praias.

“A Vida Marinha com Steve Zissou” (2004) – viagem pelo oceano

a-vida-marinha-com-steve-zissou-filme-dicas-press-abroad

Neste filme, Bill Murray é Steve Zissou, um lendário explorador subaquático, que enfrenta críticas sobre seu talento para produzir documentários e ainda tem que lidar com o desaparecimento de seu melhor amigo, devorado por um tubarão-jaguar.

A expedição marinha também é uma ótima inspiração de viagem, já que as filmagens aconteceram na Costa Amalfitana – tendo o forte azul do Mar Mediterrâneo como protagonista -, trazendo o desejo por um feriado prolongado pelo litoral da Itália explorando a região no melhor estilo Jacques Cousteau. A produção marca um dos primeiros papéis de Seu Jorge no cinema internacional, compondo o elenco com o personagem Pelé e também na trilha sonora com clássicos de David Bowie em versões em português.

Fonte: Glamurama| Fotos: reprodução

Leia também: