O público pode interagir com as obras do artista, vestindo as capas ou “esculturas móveis”

Uma exposição retrospectiva da obra de Hélio Oiticica (1937-1980) vai estar no Irish Museum of Modern Art (IMMA) em Dublin a partir desta sexta-feira (dia 18) até outubro. A mostra estará aberta à visitação e será composta por obras que representam diferentes momentos da criação e da produção do artista brasileiro, incluindo exemplos vitais em toda sua carreira, com foco na importância histórica da arte e relevância para a prática contemporânea.

A proposta de trabalho de Hélio Oiticica é “de dar ao indivíduo possibilidades de experimentar para deixar de ser espectador e tornar-se o participante”. Oiticica foi um inovador de obras de arte interativas e vivenciais, cujo trabalho influenciou muitos dos principais artistas contemporâneos. O público será incentivado a participar, explorar e participar desta colorida exposição. Destaque para os “Parangolés”, capas ou “esculturas móveis” que, ao serem vestidas pelo público, ganham vida e permitem ao espectador participar da atividade criadora do artista.

A exposição destaca Oiticica como um artista que se afastou da concepção tradicional da obra de arte, com um desejo constante de renovação e experimentação. Seus trabalhos são significativamente à frente de seu tempo. Um foco particular desta exposição são as propostas e recriações estabelecidas por Oiticica. Os trabalhos exibidos ilustram a convicção do artista de que a cor e a forma devem emancipar-se a partir da superfície para o espaço e o tempo.

Reconhecendo Oiticica como um inovador de obras de arte interativas e vivenciais, cujo trabalho influenciou muitos dos principais artistas contemporâneos que trabalham no campo da estética relacional, a exposição irá examinar este impulso como ele reverbera ao longo de sua obra e na esfera pública.

Com informações do Irish Museum of Modern Art (IMMA)