Em pouco mais de 9 meses na estrada, a sorocabana Alessandra Stefani e o marido, André Paterlini, de Taubaté, passaram por 18 países na América, Oceania e Ásia. Somando os deslocamentos das viagens, eles já percorreram 100 mil quilômetros nesta aventura pelos 4 cantos do planeta.

Lê e Dé nadando com tubarões e raias - Bora Bora - Polinésia Francesa
Foto arquivo pessoal | Alessandra Stefani e André Partelini

Desde que largou o conforto da casa em que vivia em Londres para se perder pelo mundo, o casal coleciona momentos únicos. Os dois já nadaram com tubarões na Polinésia Francesa, brincaram com golfinhos em alto mar na Nova Zelândia, dormiram em templo zen-budista no Japão, caminharam em cima de um vulcão ativo na Indonésia, provaram espetinho de escorpião na Tailândia, percorreram os túneis subterrâneos dos vietcongues e até banho em tigre eles já deram.

Lê e Dé dando banho no tigre - Templo do Tigre - Tailândia
Foto arquivo pessoal | Alessandra Stefani e André Partelini

Mas nem tudo é festa. O casal passou por um tufão nas Filipinas, teve que dormir para fora do quarto do hotel já que não tinha ninguém para fazer o check-in, precisou mudar o destino às vésperas da viagem porque as regras para tirar o visto chinês tinham mudado. “Por mais que se planeje, imprevistos vão acontecer. E você precisa resolvê-los, muitas vezes sem entender uma palavra que o outro está falando. Só no gesto. E é nesta hora, quando saímos da zona de conforto, que crescemos”, fala a jornalista Alessandra. “Temos mais 3 meses de viagem pela frente e outros contratempos ainda devem surgir”, completa.

Além dessas experiências, o que também surpreendeu os dois nesta jornada foi a quantidade de brasileiros que encontraram no caminho. “Só nas Filipinas e na Coreia do Sul não vimos gente do Brasil. Em todos os outros lugares tinha conterrâneo, vivendo ou passeando, principalmente no sul de Bali, na Indonésia, que faz sucesso entre os surfistas brasileiros”, conta o engenheiro de software André. Lá o casal matou a saudade da comida de casa em um restaurante verde-amarelo que vende prato feito, com feijão, arroz e mandioca, além de ainda ter conhecido José Menezes, um soldador que deixou Sorocaba para tentar a sorte na Nova Zelândia. De férias em Bali, ele diz que sente falta da família e do seu país, “mas a qualidade de vida que a gente tem aqui fora não é a mesma do Brasil”, argumenta.

Lê e Dé na muralha - Trecho Mutianyu - Muralha da China
Foto arquivo pessoal | Alessandra Stefani e André Partelini

Personagens e histórias que foram parar na telinha da TV. Além de alimentarem o Blog Perdidos no Mundo e a página no Facebook – os viajantes também compartilham suas experiências no programa Perdidos no Mundo, exibido semanalmente na TVR, emissora regional de Sorocaba, transmitida no canal 23 da Net. Uma forma de mostrar as curiosidades e encantos do planeta Terra e incentivar ainda mais gente a se perder neste mundo afora para se encontrar.

Para você não perder nenhum detalhe dessa viagem, acesso o blog  Perdidos no Mundo