Jovens e aventureiros, um casal de brasileiros decidiu largar a estabilidade para visitar o máximo de países e culturas diferentes em um ano. A vida de “mochileiro” começou no dia 07 de maio deste ano e a experiência de passar por cinco destinos do continente Americano já deixou viagem_capabons aprendizados.

André Paterlini, 33 anos, Alessandra Stefani, 32, se conhecem há 18 anos quando começaram a namorar. Hoje, são casados. Moraram em Londres, Inglaterra, de 2009 até o dia em que decidiram fazer um roteiro para encher a bagagem cultural. O planejamento da viagem durou pouco mais de um mês, tempo suficiente para uma pesquisa sobre como chegar aos lugares que mais desejam visitar, o dinheiro que vão precisar para cobrir as despesas e para uma tentativa de prever como estarão as condições climáticas e políticas de cada país no período de visita.

A preparação

Foi preciso tomar nove doses de vacinas diferentes e deixar tudo para trás para se jogar nessa aventura. Eles venderam os móveis em Londres, mandaram muita coisa para a família no Brasil. André saiu da empresa de software que trabalhava e Alessandra, que é jornalista, abriu mão de um emprego no escritório para começar a fazer jornalismo na prática. O casal tem um blog onde conta cada passo da viagem e dá dicas sobre os lugares e passeios. Nenhum dos dois teve dúvidas sobre estar fazendo a coisa certa, mas Alessandra confessa: “dá aquele gelinho na barriga por largar tudo! Até porque agora não entra mais dinheiro, só sai”.

aeroportoPara tomar a decisão mesmo foi preciso colocar “na ponta do lápis” as estimativas mais próximas da realidade para chegar ao cálculo de 55 a 75 mil reais de investimento para cada um nessa viagem. O pacote inclui passagens, transporte nos países, hospedagem, alimentação, mas ainda assim não cobre os imprevistos. “A gente já percebeu que os gastos são sempre maiores. Tivemos um atraso num voo em Cuba. Esperamos mais de nove horas no aeroporto e tivermos que remarcar a passagem”, completa Alessandra.

Os apuros

Em três meses, André e Alessandra visitaram Canadá, Estados Unidos, México, Cuba e Peru. O roteiro permitiu uma parada no Brasil para ver a família e os amigos e se despedir deles até abril de 2015, quando a jornada deve terminar. A parada foi estratégica também para um descanso, pois cinco países forma suficientes para mostrar que muitos desafios ainda estão por vir.

O que ficou claro é que a flexibilidade no roteiro será importante. No Havaí, o casal conta que não foi possível conhecer todas as ilhas que queriam porque o transporte público não chegava até elas. motorhomeNos Estados Unidos foi preciso alugar um carro e passaram apuros quando ele foi guinchado. No Canadá, a despesa aumentou com um motorhome para chegar nos lugares que queriam visitar. No Peru, a dificuldade era conseguir água quente e tiveram que mudar a hospedagem. Mas foi em Cuba que a situação chegou a preocupar. “Nós passamos dois dias com dez dólares! Não conseguíamos tirar dinheiro. Tínhamos dinheiro na conta e nenhum dos nossos quatro cartões funcionavam no país por causa dos embargos”, lembra André da aflição. O acesso à internet também é difícil no país. “Na hospedagem que estávamos os horários para usar o computador eram limitados e a hora custava dez dólares. Muitos sites eram bloqueados, o que também complicou bastante”, conta ele.

As lições

Uma experiência diferente, que normalmente os turistas não têm, é o que buscam André e Alessandra. E o maior aprendizado até aqui é em relação às diferentes culturas. “A gente começa a se conscientizar das realidades que a gente vê. Em Cuba, por exemplo, existem muitas pessoas pós-graduadas com uma vida miserável”, explica André.

No dia 26 de agosto eles partem para o Chile e recomeçam a viagem para uma lista de quase vinte países. A situação no Oriente Médio será acompanhada em detalhes para que a viagem seja realmente proveitosa. O que se sabe é que esse é só o começo de uma aventura que vai marcar para sempre a vida desses brasileiros.

Roteiro

  • Canadá
  • Estados Unidos
  • México
  • Cuba
  • Peru
  • Brasil
  • Chile
  • Argentina
  • Polinésia Francesa
  • Nova Zelândia
  • Austrália
  • Japão
  • Coréia do Sul
  • China
  • Filipinas
  • Indonésia
  • Malásia
  • Tailândia
  • Burma
  • Índia
  • África do Sul
  • Dubai
  • Israel
  • Jordânia
  • Rússia
  • Inglaterra
 Fotos cedidas por Alessandra Stefani e André Paterlini


Marciéli Palhano
Jornalista brasileira, nômade por natureza. Adora conhecer pessoas, histórias e lugares diferentes. Se tiver comida boa, uma bela paisagem e gargalhadas, não precisa de mais nada. Diagnosticada com doença celíaca e intolerâncias alimentares, criou o projeto Zero Gluten & Lactose: www.zeroglutenlactose.com